Antonio Carlos & Jocafi (1973) MP3/Flac

altAntonio Carlos e Jocafi, dupla de compositores e cantores baianos, autores de diversos sambas que muito transitaram pelas paradas de sucesso. Em seu terceiro lbum Antonio Carlos & Jocafi (RCA, 1973), o duo com seu jeito peculiar de composio em que mesclavam afro-sambas, coco, baio, cnticos de escravos, mais uma pitada de jazz e soul, para criar uma sonoridade singular e registrar um primoroso disco, basta ouvir o funko “Xamego de In”, o gospel gregoriano de “Glorioso Santo Antnio”, o suingue de “Gamela (As ‘Moa’)”, a guapa “Por Nossa Senhora”, acompanhado de um fino arranjo de sopros e base, o galenteio sbrio de “Dona de Casa”, impossvel no falar do groove hipntico e uma das faixas mais inspiradas do lbum “Tereza Guerreira”, que cansada de guerra foi guerrear, o divertido bolero “Te Quiero”, os casos e os acasos, as aventuras e as desventuras da paixo na sabedoria dos sambas de “Teimosa”, “Franqueza” e “Deixe Que Dengo Dela”, a lenda e o folclore em “Sanfona Veia” e a maluca homenagem “Um Abrao No Lucien Extensivo Ao Edu Lobo” com participao da cantora Maria Creuza. Um expressivo nmero de msicos participou das gravaes, o pessoal segurou o rojo e no deixou cair, prestando sua colaborao por seu talento, entre eles esto Waltel Branco (guitarra), Neco (violo de 12 cordas), Aldo e Capacete (baixo), Pascoal (bateria), Edson Frederico (piano e arranjos), Halley (rgo), Caulinha e Chiquinho (acordeon), Pedro Sorongo (tambores), Chico Batera (percusso), Carlinhos Pandeiro de Ouro (pandeiro), Edson Maciel e Edmundo Maciel (trombone tenor), Celso e Jorginho (flauta), Pinduca (xilofone e bells), Fumagalli (harpa), Vania Ferreira e Cludia Mello (vozes femininas), A Mfia (coro), Rildo Hora (gaita e tambm diretor de estdio) e Leonardo Bruno (arranjos e regncia). altalt